quarta-feira, 21 de maio de 2014

Katinguelê, sempre na área



O grupo Katinguelê começou em 1984 na Pedreira, zona sul de São Paulo. O nome quer dizer criança iniciante na capoeira e foi dado por um amigo. O grupo tocava nas casas e rodas de samba da zona sul, como Dallas, Democrata e outros. Mas no começo da década de 90 uma casa em especial mudou os rumos musicais do grupo. Era o Choppapo em Santo André e o dono Sr. Augusto deu uma força para os rapazes. 

Primeiro deixando-os como grupo da casa, depois gravando a faixa Doce Sabor no LP 1º Festival do Choppapo em 1991. Mesmo no meio de feras (no LP entre outros tinha Exaltasamba, Eliana de Lima, Gr. Geração e Pé de Moleque) a repercussão da música foi extraordinária. Tanto foi que o Sr. Augusto resolveu bancar um disco solo do Katinguelê. Assim surgiu o Bem no Íntimo em 1992 gravado de forma independente pelo selo Choppapo. A capa chama muito a atenção, usando uma fonte bem moderna para a época , com cores chamativas mas com certo equilíbrio e combinação. 

É um disco que podemos dizer, puro, usaram o mínimo de recursos, mas bem aproveitados. Os arranjos foram do saudoso Maestro Jobam. E os  músicos participantes foram Mario Testoni nos teclados, Fabio Canela tocando contrabaixo, Serginho na bateria e pandeiro, Brucutu no surdo,  Wagner no cavaco, Breno fez violão de 6/7 cordas, Salgadinho mandou bem no cavaquinho base/solo, Juninho no banjo, Udi no pandeiro, Nino repique, Téo reco-reco, Mario tantan e Freddy percussão geral.  Nas composições os integrantes do grupo como Breno (que é irmão do Péricles), Salgadinho e Juninho mostraram que tinham muito futuro.  Mas constavam também composições de Claudinho Oliveira, Péricles (que assinava Preckão), Papacaça, Chiquinho dos Santos e outros. 

Um repertório musicalmente bem escolhido, onde todas as músicas tem sua beleza. Destaque para Bem no Íntimo, Feitiço no Cais, Deusa ou Menina, Novo Amor, Eleni, Silêncio da Noite... Enfim é muito bom esse primeiro trabalho do grupo. Além do Bem No Íntimo de  1992, outros quatro álbuns na minha opinião são os tops do grupo, muito bem feitos e produzidos. São eles: Meu Recado (1994), No Compasso do Criador (1996), Mundo dos Sonhos (1997) e Na Área (1998). Da primeira formação saíram Juninho e Salgadinho, o primeiro segue carreira no pagode gospel e Salgadinho também enveredou pelo gospel e esta no projeto Amigos do Pagode 90. O Katinguelê até 2013 tem em sua discografia 10 álbuns gravados e perto dos 8 milhões de cópias vendidas. O grupo continua na área fazendo shows , agora com o novo vocalista Diguinho.

Bem no íntimo você esta louco para clicar  na capa

http://www78.zippyshare.com/v/66435947/file.html


Nenhum comentário: